• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Veja o vídeo exclusivo de baleias caçando com redes feitas de bolhas

POR Jesus Galvão    EM Mundo Animal      16/10/19 às 12h04

Diversos predadores na natureza selvagem, com o tempo, desenvolveram seus métodos para capturar suas presas. Alguns cetáceos, como as baleias jubarte, parecem usar "redes" para garantirem suas refeições. Provavelmente, vocês devem estar se perguntando o que queremos dizer com ''redes''.

Cientistas conseguiram capturar, em vídeo, este raro momento e que serve de bom exemplo. Nas imagens, é possível ver como as baleias formam essas redes, feitas de bolhas, para pescar peixes e krill. Esses grandes mamíferos marinhos mergulham e nadam em círculo, formando uma espécie de anel em torno de suas presas. Soltando bolhas à medida que afundam.

Em suma, essas bolhas formam uma coluna, que aprisiona os peixes. O que permite que outras baleias de seu grupo nadem de boca aberta, atravessando a armadilha circular para se alimentar. É algo muito engenhoso, e de uma beleza descomunal para quem assiste a mais este espetáculo da natureza. Talvez, não seja assim tão belo para os peixes capturados.

As imagens, feitas com a ajuda de drones, mostram um par de baleias jubartes (Megaptera novaeangliae) criando a rede de bolhas. Para estudar esse comportamento fascinante, biólogos marinhos da Universidade do Havaí, em M?noa, prenderam algumas câmeras e sensores nas baleias. O que lhes permitiu coletar uma enorme quantidade de dados.

Expertise

"Temos dois ângulos. A perspectiva do drone está nos mostrando essas redes de bolhas e como as bolhas começam a vir à superfície e como os animais passam pela rede de bolhas à medida que surgem, enquanto as câmeras nas baleias estão nos mostrando a perspectiva do animal", disse Lars Bejder, biólogo marinho. "A sobreposição desses dois conjuntos de dados é bastante emocionante".

Todos os anos, durante o verão, as baleias jubarte vão para o Alasca para se alimentar. Depois ela retornam para as águas mais quentes do Havaí, onde elas se reproduzem e criam seus filhotes. Assim, devido a todo esforço que elas terão de fazer durante o período de reprodução, onde elas não costumam comer, elas fazem grandes reservas de krill. Comendo o quanto puderem.

Para descobrir como a técnica das redes de bolhas ajuda as baleias a comerem o suficiente, os pesquisadores as equiparam com câmeras e acelerômetros. Além de monitorar e realizar filmagens com a ajuda de drone desses animais. O mais interessante é que a técnica parece algo hereditário, que é ensinado aos espécimes mais novos. Uma vez que nem todas as baleias jubarte caçam de tal forma.

Técnicas diferenciadas

Além do mais, mesmo aquelas que o fazem, possuem técnicas diferenciadas. Outra coisa, que foi notada pelos pesquisadores, é que todo o trabalho é feito de modo colaborativo. As baleias trabalham em equipe, de modo que todas possam se alimentar. Uma outra espécie de baleia, a Baleia-de-bryde, também se alimentam dessa forma. Golfinhos, na costa da Flórida, utilizam uma técnica semelhante para capturar peixes. Eles agitam os sedimentos no fundo de águas raras, para capturar suas presas.

O número de baleias jubarte cresceu, desde a proibição de sua caça, em 1985. Apesar de não ser mais considerado um animal ameaçado, nos últimos cinco ano, no entanto, houve um grande declínio no avistamento desta espécie. Portanto, o trabalho realizado pelos pesquisadores da Universidade do Havaí visa compreender quais seriam as possíveis causas. O que pode incluir mudanças em sua alimentação, impactos em seu habit e degradação climática.

"As filmagens são bastante inovadoras", disse Bejder . "Estamos observando como esses animais estão manipulando suas presas e preparando a presa para captura. Isso nos permite obter novas ideias que realmente não conseguimos ter antes".

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião. Posteriormente, não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+