• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Vencedor do Prêmio Nobel anuncia quando encontraremos os alienígenas

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      12/11/19 às 21h29

O Prêmio Nobel é um dos mais importantes do mundo. Ele premia e reconhece as pessoas, que realizam pesquisas de grande valor para a vida e bem-estar do ser humano. São várias as áreas premiadas: literatura, matemática, biologia, medicina, o nobel da Paz e várias outras.

Alfred Nobel foi o criador da dinamite. E foi ele também o inventor do Prêmio Nobel. Ele criou o prêmio depois de sofrer um enorme desgosto, ao ver sua primeira invenção, ceifando vidas inocentes. Ele então decidiu criar o prêmio para reconhecer aqueles que, de alguma forma, fizessem o bem à humanidade.

Aqueles que ganham o prêmio recebem um diploma, uma medalha de ouro e um prêmio em dinheiro que, atualmente, ultrapassa um milhão de dólares. O prêmio é individual e intransferível, com exceção do Prêmio da Paz, que pode ser concedido a uma organização.

Até o momento, o prêmio Nobel já foi concedido 573 vezes, para 900 pessoas e organizações. Dentre os ganhadores, alguns conseguiram ganhar mais de uma vez. O mais importante é que o prêmio Nobel reconhece o árduo trabalho daqueles que promovem mudanças significativas, nos campos científicos e culturais.

Aliens

O astrônomo suíço, Didier Queloz, ganhou o Prêmio Nobel de Física esse ano. De acordo com ele, a humanidade deve encontrar evidências de vida alienígena nos próximos 30 anos.

Nem todos chegam a acreditar que, de fato, possa existir vida em outros planetas, mas diferentemente desse tipo de pensamento, a ciência, a física e até mesmo a matemática vêm nos revelando que a probabilidade de existir vida lá fora é realmente muito alta.

"Não acredito que somos os únicos seres vivos do universo. Existem planetas demais, estrelas demais, e a química é universal", disse ele durante um evento científico em Londres.

Segundo Queloz, a química, que deu origem à vida na Terra, também deve existir fora do nosso planeta. "Por isso acredito fortemente que deve haver vida em outros lugares. A vida começou muito antes dos animais rastejarem na superfície da terra", ressaltou. Mas ele também fala que essa vida não são homenzinhos verdes.

Nobel

Queloz recebeu o Nobel esse ano, juntamente com Michel Mayor, premiado pela descoberta do primeiro planeta fora do nosso sistema solar, em 1995. O cientista acredita que é apenas uma questão de tempo, até que alguma tecnologia mais avançada seja capaz de detectar vida, em outros planetas mais distantes.

Muitos acreditavam que, até o início do século XXI, já seríamos capazes de fazer passeios no espaço. Alguns acreditavam até mesmo que já haveria colônias humanas fora da Terra. Bem, até então, nada disso aconteceu, mas as explorações espaciais ocorrem de forma constante. Mesmo que elas não sejam missões tripuladas pelo espaço afora, elas existem e têm nos dado várias informações sobre outros planetas além do nosso. E por essa razão, é que Queloz acredita, que logo, mais teremos informações que poderão mudar o rumo da humanidade.

"Abrimos uma nova janela em astrofísica, demonstramos que existem outros planetas como os que orbitam nosso sistema solar. Estamos expandindo nossos horizontes e, quando você começa a fazer isso, há muitas perguntas que podem começar a fazer... por que somos como somos?", concluiu.

Próxima Matéria
Via   History  
Imagens Fbbva Yahoo
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+