icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


Venha enganar seu cérebro com a "Ilusão do Buraco na Mão"

POR Marilia Noleto EM Ciência e Tecnologia 19/04/16 às 19h04

capa do post Venha enganar seu cérebro com a "Ilusão do Buraco na Mão"

Abrir um buraco no meio da mão pode não ser exatamente uma de suas maiores vontades na vida. Mas, se um dia esse desejo insano passar pela sua cabeça, saiba que é perfeitamente possível. Sem dor e sem estragos. Porque na verdade você não abrir um buraco de verdade. É tudo ilusão de ótica!

O truque tira proveito da nossa visão binocular, que é o que nos permite perceber a profundidade e ver em três dimensões. Para isto, segure um tubo diante de seus olhos e coloque a outra mão sobre o outro olho por alguns segundos. Em seguida, olhe para sua mão. Você vai ter a impressão visual de que apareceu um buraco lá.

Essa ilusão ocorre devido a um mecanismo conhecido como rivalidade binocular, na qual o cérebro é forçado a "escolher" um dos olhos para ser o mais dominante, pois não pode combinar os sinais recebidos deles simultaneamente.

Confusão mental

O truque foi tema de um vídeo da Vanessa Hill na seu canal YouTube BrainCraft. Em circunstâncias normais, o nosso cérebro consegue combinar as imagens que obtém de cada olho para produzir visão tridimensional. No entanto, se não for possível combinar estas imagens porque são diferentes, o cérebro suprime uma das imagens de um olho e faz com que o outro mais dominante.

Ao olhar para baixo de um tubo de papel ou papelão, o cérebro suprime a informação proveniente do olho olhando para sua mão, porque é fora de foco e o estímulo mais fraco. "Você normalmente não perceber esse domínio e supressão em seus olhos, porque eles raramente ficam fixo em uma coisa por mais do que algumas centenas de milissegundos", explica Hill.

As técnicas de neuroimagem têm ajudado os cientistas a compreender acontecendo no cérebro para permitir que isso aconteça. Embora os sinais de cada olho são processadas por diferentes partes do cérebro, os neurônios na fase posterior do processamento visual pode ser ligado e desligado.

Vanessa Hill conclui: "Os investigadores acreditam que os sinais, com um dos estímulos, são suprimidos entre esses estágios, como se houvesse uma porta para a consciência visual que alguns estímulos abrem primeiro".


Próxima Matéria
Via   Daily Mail  
Imagens Indy100
avatar Marilia Noleto
Marilia Noleto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest