icone menu


Vídeo mostra curiosa tradição de gritos coletivos em bairro de estudantes na Suécia

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      24/07/19 às 18h09
capa do post Vídeo mostra curiosa tradição de gritos coletivos em bairro de estudantes na Suécia

Você já deve ter lido em algum lugar ou ouvido falar que gritar é um hábito muito saudável, certo? E que pode ser muito útil para aliviar a dor e o estresse. Ainda que não seja muito educado na opinião da maioria das pessoas. Ou seja, não vá sair gritando em qualquer lugar e em qualquer hora, isso seria algo totalmente inapropriado. De fato, gritar vez ou outra pode te ajudar a aliviar o estresse acumulado. No entanto, ninguém diria que esse hábito poderia se tornar uma tradição tão popular e que ficasse conhecida em todo mundo. Mas ficou. O "Flogsta Scream", como é chamado, acabou viralizando e se tornou conhecido nos quatro cantos do planeta.

Durante quase cinco décadas, os estudantes, que vivem no bairro Flogsta, na cidade sueca de Uppsala, se unem em uma tradição única. Todas as noites, pontualmente às 10 horas, os estudantes abrem as janelas do dormitório. E adivinhem só? Eles gritam em coro, como uma forma de aliviar o estresse.

Flogsta Scream

Normalmente, em qualquer lugar do mundo em que você estiver, caso esteja andando à noite, e do nada, ouvir gritos humanos vindos dos prédios ao redor, isso vai te deixar com medo. Mas esse não é o caso da cidade sueca de Uppsala. Na verdade, isso já fazer parte do cotidiano da população, afinal, são muitos anos convivendo com os gritos noturnos.

A tradição peculiar começou há muitos anos atrás, lá na década de 1970. Naquela época, os alunos da Universidade de Uppsala começaram a gritar durante a noite, como uma forma de aliviar o estresse antes das provas. Desde então, todos já estão bem acostumados com os gritos. O hábito se tornou parte da rotina da cidade, tanto que, até as universidades entraram na onda e lembraram os estudantes onde e quando eles poderiam gritar à vontade.

Ninguém sabe exatamente como e quando o Flogsta Scream começou, mas segundo um arquivista sueco, essa tradição teve início na Universidade de Lund, em algum momento dos anos de 1970. Especula-se que alguns alunos, que assistiram a um documentário sobre gritos primais, decidiram usá-los na prática para ver se realmente funcionava. Logo, a tradição virou moda e foi adotada por vários estudantes de diversas universidades da cidade, principalmente por aqueles que moram em dormitório no bairro Flogsta.

Tradição universitária

E por muito tempo, o Flogsta Scream permaneceu com uma tradição popular na cidade. Mas acabou por volta da década de 1980. Foi até que, em 2006, alguns estudantes da cidade resolveram trazer o Flogsta Scream de volta. E dessa vez, eles quiseram e inovar. Além de ressuscitarem a tradição, eles queriam quebrar o recorde mundial de grito em grupo. Logo, todo mundo voltou com a tradição, que se mantém até os dias de hoje. Os jornais locais até dedicam uma ou duas páginas em um editorial sobre a tradição universitária todos os anos.

"O grito pode ser ouvido todas as noites às 22:00 horas em Sernanders vag em Flogsta, a partir das janelas dos estudantes que sentem a necessidade de desabafar", afirma o site da Universidade de Uppsala. "Às 22:00, precisamente, as janelas se abrem e os gritos começam. Medições de decibéis foram feitas, assim como gravações de filmes e sons do fenômeno. O grito do Flogsta tornou-se uma tradição. É uma atração e uma válvula de segurança muito necessária para todos aqueles que sentem que um grito de angústia pode fazer maravilhas para lidar com o estresse e as exigências da vida estudantil" continua a explicação.

E você, já tinha ouvido falar sobre o Flogsta Scream praticado na Suécia? Conta para a gente o que você achou dessa tradição peculiar e compartilhe com os seus amigos.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

A câmera das meninas desaparecidas revela fotos arrepiantes e sem explicação

Próxima Matéria
avatar Cristyele Oliveira
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+