icone menu


Vídeo mostra o que veríamos se os foguetes fossem transparentes

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      19/05/20 às 15h03
capa do post Vídeo mostra o que veríamos se os foguetes fossem transparentes

Viajar para o espaço e ver o nosso planeta lá de cima é o sonho de muitos. A profissão de astronauta é bastante citada por crianças, mas tem lá suas dificuldades e não são poucas. E alguns adultos até tentam ir para o espaço ou esperam a possibilidade de, um dia, conseguirem comprar um bilhete em algum ônibus espacial. Mas é preciso todo um treinamento físico e psicológico para poder embarcar. É possível fazer essas viagens através de foguetes e existem diversos registros de sucesso nesse meio.

Mas para que os casos de sucesso acontecessem, alguns já deram errado. O foguete é uma máquina que se desloca deixando atrás de si um fluxo de gás em uma alta velocidade. Geralmente, o objetivo desses foguetes é enviar objetos ou naves espaciais e homens ao espaço.

A origem do foguete, provavelmente, é oriental. Em 1232, foi o ano em que a primeira notícia do uso foi dada na China. No país, foi inventada a pólvora, que foi usada primeiro em fogos de artifício como entretenimento e depois usada para uso bélico.

Alguns relatos existem no século XIII de foguetes chamados de flechas de fogo voadoras que foram usados na defesa da capital da província chinesa de Henan. Por causa de várias invasões mongólicas na fronteira ocidental do Império Chinês.

Desde essa época, muitos outros foram usados e construídos por várias pessoas das mais variadas formas. O que, infelizmente, a maioria de nós não entende é como essas máquinas funcionam por dentro. Ou o que acontece com elas depois do seu lançamento.

Foguetes

Mas para a nossa sorte, um vídeo mostrou como seriam quatro tipos de foguete, se eles fossem transparentes. Então conseguimos ver tudo o que acontece desde a decolagem, até a separação do estágio. E mostrando como o combustível drena conforme os foguetes continuam seus disparos.

O vídeo compara quatro modelos diferentes de foguete. Os classificando da esquerda para direita, o primeiro é o Saturno V. Ele é um foguete de fabricação americana que foi usado pela NASA entre 1967 e 1973. O segundo é o ônibus espacial da NASA que sea posentou em 2011.

O terceiro foguete que vemos no vídeo é o Falcon Heavy, da SpaceX. E por último, temos o Sistema de Lançamento Espacial da NASA (SLS), que é o próximo foguete de cargas pesadas da NASA para substituir o ônibus, aposentado em 2011.

Combustível

Para dar um melhor entendimento, o combustível de foguetes, que é usado nos vários estágios do processo, é visto de várias cores diferentes no vídeo. O vermelho representa o querosene RP-1, que é uma forma refinada do querosene parecido com o combustível de avião.

O laranja mostra o hidrogênio líquido, que é um combustível de foguete bem comum, usado pela NASA. E o azul é o oxigênio líquido que é usado com frequência como oxidante do hidrogênio líquido nos foguetes.

O SLS da NASA irá misturar o hidrogênio líquido e o oxigênio líquido para conseguir produzir uma grande quantidade de energia, e água. E por causa da densidade muito baixa do hidrogênio líquido, o SLS iria precisar de um tanque de combustível gigantesco. Mas para resolver isso, os designers deram dois reforços de cada lado do foguete.

O Falcon Heavy e o Saturno V usam como combustível uma versão refinada do querosene em seu primeiro estágio, que é descartado quando os foguetes atingem uma determinada altitude.

E essa queima de querosene pode ser um problema para a SpaceX porque ela tem um custo bem alto para o meio ambiente criando grandes quantidades de dióxido de carbono. E conforme é planejado pela empresa, ela quer lançar um foguete a cada duas semanas.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

A câmera das meninas desaparecidas revela fotos arrepiantes e sem explicação

Próxima Matéria
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+