• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Vídeo motra golfinhos ''brilhantes'' nadando em algas bioluminescentes

POR Bruno Dias    EM Mundo Animal      28/04/20 às 16h27

O mundo animal é bastante bizarro e diferente do humano, o que o torna bastante interessante para nós de se observar. A natureza tem seus mistérios e suas peculiaridades. Quando o ser humano acha que sabe tudo sobre ela, descobre que ela sempre tem segredos na manga para serem revelados. E dentre a variedade de coisas que ela abriga em seus enigmas, estão os animais. Com representantes dos mais variados tamanhos, o reino animal consegue nos surpreender sempre.

Ele tem coisas que podem nos fascinar e deixar boquiabertos. Por exemplo, os golfinhos dançando em águas bioluminescentes. A primeira vez que o fotógrafo californiano Patrick Coyne viu isso, foi na Netflix. Mas ele teve a sorte de ver pela segunda vez pessoalmente, e com suas câmeras na mão. Ele diz que o momento em que viu os animais foi uma das noites mais mágicas de sua vida.

Ele procurou por horas no mar escuro da costa da praia de Newport, na Califórnia. O fotógrafo conseguiu capturar um raro momento desses animais passando como se fossem torpedos de luz em uma de suas andanças noturnas.

"Ficamos fora por algumas horas e, em nosso trecho final, finalmente tivemos 2 golfinhos aparecendo para iniciar o incrível show brilhante. Poucos minutos depois, e fomos recebidos por mais alguns, o que foi insano. Sinceramente, ainda estou processando tudo isso", escreveu Coyne em sua conta no Instagram.

Vídeo

O vídeo é incrível, mas o fotógrafo conta que foi um verdadeiro desafio filmá-lo. Isso porque a bioluminescência é difícil de detectar, além de ser efêmera por natureza. Então para conseguir as imagens é preciso que as condições sejam perfeitas e ter um pouco de sorte também.

Nessas regiões costeiras a bioluminescência é causada por organismos microscópicos chamados dinoflagelados. Esse organismos fazem parte da família dos plânctons e são bem sensíveis a qualquer tipo de movimento. Tanto que quando um predador ops cutuca, eles emitem um flash de luz que pode durar até 100 milissegundos. Ele funciona quase que como uma forma de alarme.

E quando tem várias algas concentradas, como o vídeo de Coyne mostra, um bater de barbatanas pode ser um verdadeiro show.

A ecologista Rebecca Helm, da Universidade da Carolina do Norte Asheville, compartilhou o vídeo em seu Twitter e fez uma metáfora muito boa para descrever o fenômeno visto. Ela respostou o vídeo dizendo: "Ahhh lindo: golfinhos assustando tanto as algas que elas fizeram cocô de luz".

Ela se corrigiu mais tarde porque os dinoflagelados não ejetam produtos químicos. A luz, na verdade, é mais como se eles estivessem tendo pequenos ataques de pânico luminosos.

Esses dinoflagelados produzem dois produtos químicos que criam essa reação brilhante quando eles estão assustados. Eles são chamados de luciferase e composto de luciferina. Quando estão juntos eles fazem com que os dinoflagelados brilhem à noite quando são perturbados.

Esse fenômeno é chamado de "luz noturna" e acontece dentro ef ora de várias espécies marinhas diferentes. Na maioria das vezes ela é produzida como uma maneira de espantar os predadores. Mas para os seres humanos essa luz não é tão eficaz. Ela na verdade é bastante impressionante e fascinante para os humanos.

Próxima Matéria
Via   Science alert  
Imagens Youtube
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+