icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Vlad III: 7 fatos sobre o Drácula da vida real que apavoram o da ficção

POR Cristyele Oliveira EM Curiosidades 14/11/19 às 11h34

capa do post Vlad III: 7 fatos sobre o Drácula da vida real que apavoram o da ficção

Todo mundo sabe que o Conde Drácula é um personagem fictício, muito temido por todos, devido a ele ser um vampiro sanguinário. O que nem todos sabem é que o personagem icônico de Bram Stoker foi inspirado em um príncipe romeno, muito mais assustador do que o vampiro. Esse é Vlad III, um príncipe da Valáquia, no século XV, viveu durante a expansão otomana na Europa. Ele recebeu vários nomes durante a vida, como Vlad Tepes, Vlad III, Vlad, o Empalador e Vlad Drácula, sendo esse último o que serviu de inspiração para vários livros e contos sobrenaturais, envolvendo vampiros e demônios.

Nascido em 1431, em Sighisoara, na Transilvânia, ele ficou muito conhecido devido aos seus métodos cruéis de punir seus inimigos. Com isso, ele ganhou grande notoriedade em toda a Europa, naquela época. A história mostra Vlad Tepes como um louco sádico mas, na sua terra natal, ele ainda é reverenciado como um salvador do domínio turco. O fato é que a vida de Vlad III é cheia de lendas, e até hoje, os historiadores buscam provar várias de suas histórias. E é verdade que ele lutou incansavelmente para manter o seu povo seguro e livre, mas isso não apaga o fato de que ele fez coisas realmente terríveis. Confira a seguir, 7 fatos sobre o Drácula da vida real que apavoram o da ficção.

1 - Nome

O nome original Drácula, significa "dragão". O pai de Vlad III adotou esse nome, quando entrou para a Ordem do Dragão, um grupo cristão contrário ao domínio da Europa pelos otomanos. Depois disso, Vlad III assumiu o nome Drácula, que significa "filho do dragão".

2 - O empalador

Vlad também recebeu um apelido próprio, "Tepes", que significa "empalador", em romeno. Para quem não sabe, empalamento é um método de tortura e execução, que consiste na inserção de uma estaca que atravessa o corpo do torturado. Em níveis extremos, acontece pelo ânus, vagina, ou qualquer parte do corpo, até que cause a morte do torturado. Ele recebeu esse apelido não por acaso, já que esse método de tortura era muito usado por ele.

3 - Táticas militares

Uma das táticas de guerra favoritas de Vlad, era emboscar o inimigo com ataques de raios a cavalo. Além de, é claro, empalar soldados inimigos. Acredita-se que ele fazia isso para compensar o seu exército menor, se comparado ao dos turcos. Além de criar uma vantagem, já que seus recursos também eram limitados.

4 - Senso de humor mórbido

Vlad III era conhecido, por todos, pelo seu mórbido senso de humor. Depois de empaladas, as suas vítimas costumavam se mexer enquanto morriam. Segundo um relato, em uma dessas ocasiões, Vlad teria dito casualmente: "Oh, que grande graciosidade eles exibem!". Em outro relato, diz-se que quando um soldado cobriu o nariz com desrespeito, devido ao mau cheiro devido aos vários cadáveres apodrecidos, Vlad também empalou o soldado infeliz.

5 - Problemas psicológicos  

Aparentemente, os métodos torturantes, usados por Vlad, não eram apenas um meio de se livrar de seus inimigos. De acordo com historiadores, Vlad estava envolto a uma guerra psicológica. Empalar pessoas vivas era uma maneira de aterrorizar e assustar potenciais invasores.

6 - Fama de louco

Sob constante ameaça de seus inimigos turcos, Vlad enviou um exército para expulsá-los de suas terras. Para isso, ele incendiou suas próprias aldeias ao longo do caminho, para que os turcos não tivessem onde descansar. E mais do que isso, ele chegou a envenenar seus próprios poços e matar seu povo, para que os soldados turcos não tivessem onde beber água.

7 - Hábitos sangrentos

Segundo o manuscrito do século XV, A história de um louco sedento de sangue, chamado Drácula da Valáquia, de Michel Beheim, Vlad tinha um ritual bastante sangrento para o jantar. Ele convidava algumas pessoas para jantar, em sua mansão. Depois disso, lhes dava um banquete e as empalava na própria mesa de jantar. Por fim, ele terminava o jantar mergulhando o pão, no sangue das suas vítimas.

Enfim, você já tinha ouvido falar sobre o príncipe que inspirou o famoso vampiro? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.


Próxima Matéria
avatar Cristyele Oliveira
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest